Visão geral

Definimos como insônia a dificuldade para dormir à noite, seja a dificuldade de iniciar o sono, quando a pessoa demora a adormecer, ou a dificuldade de manter o sono, que ocorre quando o indivíduo desperta várias vezes durante a noite.   A insônia pode afetar de forma significante sua saúde física e mental. A falta de sono também pode causar dores de cabeça frequentes e problemas de concentração.   A maioria das pessoas tem dificuldade para dormir em algum momento de suas vidas. Algumas pessoas podem se sentir revigoradas depois de apenas seis ou sete horas de sono. No entanto, a maioria dos adultos precisa de cerca de oito horas de sono todas as noites para se sentir descansado.   Os sinais de dificuldade para dormir podem incluir incapacidade de se concentrar durante o dia, dores de cabeça frequentes, irritabilidade, fadiga diurna, acordar muito cedo, acordar durante a noite ou levar várias horas para adormecer.   Você também pode sentir pouca energia durante o dia ou ter olheiras visíveis.

O que causa a insônia?

Existem muitas razões possíveis para a insônia, incluindo seus hábitos de sono, escolhas de estilo de vida e condições médicas. Algumas causas são menores e podem melhorar com o autocuidado, enquanto outras podem exigir que você procure atendimento médico.   As causas de insônia podem incluir envelhecimento, estimulação excessiva antes de deitar (como assistir televisão, jogar videogame ou fazer exercícios), consumo de cafeína em excesso, distúrbios sonoros ou um quarto desconfortável.   Dormir muito durante o dia, falta de exposição à luz solar, micção frequente, dor física, jet lag e alguns medicamentos também podem causar dificuldade para dormir.   Para muitas pessoas, o estresse, a preocupação, a depressão ou os horários de trabalho também podem afetar o sono. Para outros, os problemas de sono são devidos a um distúrbio do sono, como apneia do sono e síndrome das pernas inquietas.   Perceba como são inúmeras as possíveis causas, por isso é tão importante um acompanhamento adequado para investigar e descobrir as possíveis causas.

O que são distúrbios do sono?

A apneia obstrutiva do sono é uma condição onde existe um bloqueio nas vias respiratórias superiores. Isso resulta em pausas na respiração durante a noite que podem fazer com que você acorde abruptamente, geralmente com um som de asfixia. Alguns indivíduos chegam a despertar 80 vezes durante uma única noite! O ronco comumente ocorre neste distúrbio.   A síndrome das pernas inquietas também pode desencadear dificuldade para dormir. Essa condição causa sensações desconfortáveis ​​nas pernas, como formigamento ou dor. Essas sensações dão a você o desejo de mover as pernas com frequência, inclusive durante o repouso, o que pode interromper o sono.   A síndrome do atraso das fases do sono (SAFS) é outra condição que pode afetar o sono. Este é um distúrbio do sono causado pelo ritmo circadiano fora do comum, alterando assim o período de vigília e de sono, o ritmo da temperatura corporal, o ritmo hormonal e outros ciclos diários. Pessoas com SAFS geralmente adormecem algumas horas depois da meia-noite e têm dificuldade de acordar e se manter produtivas pela manhã. É possível que as pessoas que sofram de SAFS tenham um ritmo circadiano significativamente maior do que 24 horas.

Como os distúrbios do sono são diagnosticados?

Você deve consultar um médico se as suas dificuldades para dormir continuarem e afetarem sua qualidade de vida. Eles tentarão encontrar a causa subjacente de sua insônia, realizando um exame físico e fazendo perguntas sobre seus padrões de sono.   Durante sua consulta, certifique-se de informar seu médico sobre quaisquer medicamentos prescritos, produtos sem receita e suplementos de ervas que você toma. Alguns medicamentos e suplementos causam super estimulação e podem perturbar o sono se ingeridos muito perto da hora de dormir.   Você também deve mencionar se está enfrentando outros problemas, como depressão, ansiedade ou dor crônica. Esses fatores também podem afetar sua capacidade de dormir.   Para determinar a causa da insônia, seu médico pode recomendar que você mantenha um diário do sono.   Você deve registrar as atividades do dia inteiro e os hábitos de sono, como a hora em que foi para a cama, a hora em que acordou, a quantidade de alimentos e bebidas que consumiu, seu humor, quaisquer medicamentos que tomou, seu nível de atividade e seu qualidade do sono.   Manter um registro do sono ajuda seu médico a identificar hábitos que podem desencadear problemas de sono.   Se o seu médico suspeitar que você tem apneia do sono, síndrome das pernas inquietas ou outro distúrbio do sono, ele pode marcar um teste de estudo do sono. Para este teste, você passará a noite em um hospital ou centro de sono.   Um especialista em sono irá observá-lo durante a noite. Sua pressão arterial, frequência cardíaca, respiração, nível de oxigênio e ondas cerebrais serão monitorados para detectar quaisquer sinais de distúrbio do sono.

Quais são as opções de tratamento para distúrbios do sono?

Mudanças de estilo de vida

O tratamento para a sua insônia depende da causa. Em alguns casos, remédios caseiros ou mudanças simples no estilo de vida podem melhorar a qualidade do seu sono. Você pode querer evitar a cafeína e o álcool por pelo menos algumas horas antes de dormir.   Limite qualquer cochilo diurno a, no máximo, 30 minutos. Mantenha seu quarto escuro e fresco.   Evite atividades estimulantes antes de deitar e reserve de sete a oito horas para dormir todas as noites. Ouvir uma música suave e tomar um banho quente antes de dormir também pode ajudar. Mantenha um horário regular de sono.

Ajudas para dormir

Você também pode comprar alguns soníferos sem receita médica. No entanto, soníferos podem causar sonolência diurna se você não dormir sete ou oito horas inteiras. Além disso, não use esses produtos diariamente, pois isso pode levar a uma dependência.   Lembre-se de sempre ler as instruções com atenção e tomar a medicação conforme as instruções.

Tratar a doença subjacente

Se uma condição médica ou distúrbio do sono estiver causando seus problemas, você precisará de tratamento para a doença subjacente.   Por exemplo, se o seu sono for afetado por transtorno de ansiedade ou depressão, seu médico pode prescrever um medicamento ansiolítico ou antidepressivo para ajudá-lo a lidar com a preocupação, o estresse e a sensação de desesperança.

Alerta para pessoas com dificuldades para dormir

Se não forem tratados, os problemas crônicos do sono podem afetar muito sua qualidade de vida. O seu tempo de reação ao dirigir pode diminuir, o que aumenta o risco de um acidente.   A má qualidade do sono também pode reduzir seus níveis de desempenho no trabalho ou na escola. Também pode enfraquecer o sistema imunológico, resultando em mais resfriados e doenças.   Fale com o seu médico se os seus problemas de sono se tornarem frequentes. Seu médico pode ajudar a recomendar vários métodos de tratamento.

Terapia

A terapia é uma excelente forma de tratamento para várias das origens subjacentes da insônia, como preocupações e ansiedades, além de te ajudar a estabelecer uma rotina de sono.   Caso você acredite que sua insônia é de origem psicológica, entre em contato e agende uma sessão. Será um prazer poder lhe ajudar a ter uma noite de sono reconfortante.
VOLTAR PARA O BLOG

Inscreva-se

Deixe seu e-mail e receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre saúde mental





Me comprometo a não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.