Todo mundo tem necessidades emocionais.   Considere as necessidades básicas de sobrevivência, como água, ar, comida e abrigo. Atender a essas necessidades físicas significa que você pode permanecer vivo, mas é preciso mais para dar sentido à vida.   Você não pode ver ou tocar em coisas como companheirismo, carinho, segurança ou apreciação, mas eles são tão valiosos quanto. O mesmo se aplica a sentir-se ouvido ou valorizado.   Em um relacionamento, a força do seu vínculo pode fazer uma grande diferença para que ambos se sintam completos.   Embora cada relacionamento pareça um pouco diferente, essas dez necessidades emocionais são um bom ponto de partida para considerar se você e seu parceiro estão obtendo o que precisam do relacionamento.

1. Carinho

A maioria dos relacionamentos envolve diferentes tipos de afeto:

  • toque físico
  • intimidade sexual
  • palavras de amor
  • gestos gentis

O afeto ajuda você a criar laços e aumentar a proximidade.   Nem todo mundo mostra afeto da mesma maneira, mas os parceiros geralmente se acostumam com as abordagens exclusivas um do outro para atender a essa necessidade.   Alguém que não diz “Eu te amo” pode mostrar que ama por meio de suas ações, por exemplo.   Se o nível de afeto em seu relacionamento mudar repentinamente, você pode começar a se preocupar. Muitos problemas de relacionamento resultam da falta de afeto, e é bastante compreensível se perguntar por que um parceiro outrora afetuoso parece distante ou evita o toque.   Se eles parecerem menos afetuosos do que o normal, uma conversa é um bom lugar para começar. Lembre-se, você não saberá o que está acontecendo sem perguntar.   Experimente uma abordagem não confrontadora. Se mostrando aberto ao diálogo.

2. Aceitação

Saber que seu parceiro o aceita como você é pode ajudar a criar um sentimento de pertencimento no relacionamento.   Aceitação não significa apenas que ele aceita você. Também significa que você sente que se encaixa com as amizades, parente e demais pessoas que fazem parte da vida de seu parceiro.   Esse sentimento de pertencimento pode aumentar quando:

  • você é apresentada à família e amigos
  • vocês planejam atividades para fazerem juntos
  • compartilham sonhos e objetivos para o futuro
  • ele pede conselhos ao tomar decisões

Algumas pessoas não se abrem facilmente e podem ter outros motivos para não incluí-la em certas partes de suas vidas. Ao mesmo tempo, sentir que você não pertence pode tornar difícil para você se ver no relacionamento de longo prazo.   Aqui está uma estratégia para tentar. Caso você ainda não tenha feito isso, convide-o para conhecer seus amigos e familiares. Use isso para abrir uma conversa sobre como você gostaria de se envolver mais na vida dele.

3. Validação

Mesmo os parceiros mais conectados nem sempre concordam, e tudo bem. Quando você não concorda totalmente, no entanto, você ainda quer saber se ele ouviu suas preocupações e entendeu seu ponto de vista.   De acordo com uma pesquisa de 2016, a maioria dos casais acha importante viver na mesma vibe. Quando seu parceiro falha completamente em ver sua perspectiva, você pode se sentir incompreendida. Se ele rejeita totalmente seus sentimentos, você pode se sentir ignorada ou desrespeitada.   Se você geralmente se sente validada, mas ocasionalmente esse conflito acontece, é possível que ele apenas tenham tido um dia ruim. Não faz mal ter uma conversa, independentemente, para compartilhar como você se sente.   Mas se você sempre se sente desconhecida ou invalidada, pode acabar começando a criar algum ressentimento, por isso é melhor resolver o problema o quanto antes.   Experimente algo como:  “Não tenho me sentido ouvida ultimamente quando trago questões importantes. Será que podemos encontrar um bom momento para ter conversas sérias, quando podemos ambos ouvir sem distrações? ”.

4. Autonomia

À medida que um relacionamento se aprofunda, os parceiros frequentemente começam a compartilhar interesses, atividades e outros aspectos da vida diária. Você pode perceber que estão se tornando uma unidade.   Mas não importa o quão forte seu relacionamento se torne, é essencial manter seu senso de identidade. Embora vocês possam ter muitas coisas em comum, vocês são duas pessoas diferentes com objetivos, hobbies, amigos e valores únicos – e isso é uma coisa boa.   Se sua identidade começou a se confundir com a dele, dê um passo para trás para examinar a situação. Essa mistura de identidades pode acontecer naturalmente à medida que vocês se aproximam, mas também pode acontecer quando você acredita que precisa se tornar mais como ele para que o relacionamento seja bem-sucedido.   Na realidade, manter os interesses individuais pode alimentar a curiosidade um pelo outro, o que pode fortalecer o relacionamento e mantê-lo divertido. Se você está perdendo de vista a pessoa que era antes do relacionamento, reserve algum tempo para se reconectar com os velhos amigos ou reinicie um antigo hobby.

5. Segurança

Um relacionamento saudável deve ser seguro, mas segurança pode significar muitas coisas.   Se você se sente segura em seu relacionamento, geralmente você:

  • sabe que ele respeita seus limites
  • sente-se segura para compartilhar seus sentimentos
  • sente-se fisicamente segura com ele
  • acredita que ele apoia suas escolhas
  • sente-se capaz de compartilhar seus sentimentos

Definir limites claros pode ajudar a aumentar sua sensação de segurança: “Não quero que grite, então não responderei se você levantar a voz.”   Se seu parceiro se tornar abusivo, procure suporte profissional. O abuso físico costuma ser fácil de reconhecer, mas o abuso emocional também pode fazer você se sentir insegura, mesmo que você não consiga identificar o motivo.   um casal no reflexo da água

6. Confiança

A confiança e a segurança muitas vezes andam de mãos dadas. É difícil se sentir fisicamente ou emocionalmente segura com alguém em quem você não pode confiar. Quando você confia em alguém, você sabe que essa pessoa está cuidando de você e também de si mesma.   Se você começar a duvidar dele, tente trazer à tona comportamentos específicos, como ficar acordado até tarde sem explicação. Isso ajuda você a entender o que está acontecendo e, ao mesmo tempo, abordar as necessidades de comunicação.   Em geral, a confiança não acontece imediatamente. Você a cultiva com o tempo, mas também pode perdê-la em um instante. A confiança quebrada às vezes pode ser reparada, mas isso requer esforço de ambos parceiros e, muitas vezes, apoio de um terapeuta.   Seja direta sobre como você lidará com as violações de confiança no relacionamento. Embora sua resposta específica possa variar de acordo com o contexto de uma determinada situação, você provavelmente tem uma boa ideia sobre comportamentos que não pode aceitar, como infidelidade ou mentira. Não se sinta culpada por tornar esses rompedores do relacionamento conhecidos por seu parceiro.

7. Empatia

Ter empatia significa que você pode imaginar como outra pessoa se sente. Essa habilidade é essencial para relacionamentos românticos, pois ajuda as pessoas a se entenderem e a construir laços mais profundos.   Digamos que ele se esqueça do seu aniversário. Você se sente zangada e magoada. Depois de 5 anos juntos, como ele poderia? Você nunca esqueceu o aniversário dele.   Mas depois de sua onda inicial de decepção e raiva, você começa a considerar o lado dele. Ele têm lutado no trabalho ultimamente, e essa ansiedade começou a afetar seu sono. A maior parte de sua energia emocional foi canalizada para o planejamento de um grande projeto que poderia ajudar a mudar as coisas.   Com tudo isso em mente, você raciocina, é mais compreensível como ele apagou completamente no seu aniversário. Você sabe que não foi um desprezo intencional e também sabe que a sensação é péssima.   Sua compreensão da situação dele te ajuda a aceitar o que aconteceu e oferecer-lhe compaixão e perdão, o que pode aproximá-los. Por outro lado, continuar remoendo pode levar a uma discussão ou afastá-lo de outras maneiras.

8. Priorização

É muito normal querer que seu parceiro faça de você uma prioridade.    A maioria das pessoas tem alguns relacionamentos significativos. De vez em quando, alguém na vida dele pode precisar vir em primeiro lugar, como um amigo passando por uma crise ou um membro da família passando por uma fase difícil.   Em geral, porém, se você não se sente como uma prioridade na vida dele, provavelmente sente que ele não valoriza realmente a sua presença. Isso pode fazer você se perguntar por que ele se importa com o relacionamento.   Muitas vezes, uma conversa pode ajudar. Primeiro, mencione por que você não se sente priorizada. Diga como ele não responde às suas mensagens por um dia ou mais, ou como remarca consistentemente o encontro noturno para conversar com os amigos.   Em seguida, sugira uma solução possível, como responder a mensagens de texto todas as noites ou com um telefonema, ou escolher um encontro em horário definitivo e regular.

9. Conexão

É normal não fazer tudo junto. Na verdade, manter interesses e amizades separados pode ser bom para a saúde emocional individual, bem como para a saúde de seu relacionamento (como dito no tópico Autonomia acima).   Mas você provavelmente quer se sentir conectada ao mesmo tempo. Isso é perfeitamente compreensível. Para que servem os relacionamentos, senão para compartilhar as vida?   Sem conexão, vocês podem se sentir solitários mesmo quando passam a maior parte do tempo juntos. Pode parecer que vocês são apenas duas pessoas que por acaso compartilham um espaço ou passam algum tempo juntos às vezes. Há boas chances de que não seja assim que você deseja que seu relacionamento prossiga.   Aqui está a boa notícia: se você não tiver esse senso de conexão no momento, é completamente possível se reconectar e se envolver com eles novamente.   Algumas dicas úteis:

  • Faça perguntas sobre um aspecto de sua vida diária que você nunca realmente pensou antes.
  • Sugira uma nova atividade para experimentarem juntos.
  • Saia de sua rotina normal fazendo uma viagem de um dia ou de um fim de semana.
  • Crie laços de memórias compartilhadas ou troque memórias individuais de sua infância.

10. Espaço

A conexão é importante, mas o espaço também.   Espaço dentro de um relacionamento significa que vocês dois têm a liberdade de fazer suas próprias coisas quando quiserem. Você se sente apoiada, mas sabe que pode fazer suas próprias escolhas.   Isso também significa que você ainda tem um pouco de privacidade. Essa privacidade pode significar espaços separados para trabalhar ou relaxar em casa, mas também significa privacidade emocional.   Ser honesta não significa que você precisa compartilhar todos os pensamentos que passam pela sua mente. Se você se sentir aborrecida, por exemplo, conseguir um pouco de espaço físico e emocional pode ajudá-la a trabalhar esses pensamentos de maneira saudável e evitar descontar em seu parceiro.   Quando se trata de espaço, pedir o que você precisa é fundamental.   Considere:

  • conseguir um pouco de tempo sozinha a cada dia
  • criar um espaço privado para si mesmo em casa, seja um cômodo separado ou um pequeno recanto
  • passar mais tempo fora

Algumas coisas para manter em mente

Depois de mergulharmos em algumas das principais necessidades emocionais de um relacionamento, é importante considerar algumas coisas.

As necessidades emocionais não são imutáveis

Você pode ter necessidades diferentes ao longo de sua vida, e suas necessidades também podem mudar dentro de um relacionamento. Isso pode acontecer à medida que você aprende mais sobre si mesma por meio do crescimento pessoal ou em relação ao seu parceiro e ao seu desenvolvimento como casal.   É perfeitamente normal se adaptar ao longo do tempo, até mesmo para descobrir necessidades que você nunca considerou antes. As experiências anteriores também podem ter um impacto. Sua experiência em um relacionamento anterior pode ter ensinado como a comunicação realmente é importante, por exemplo.

As pessoas podem ter necessidades diferentes

Novamente, as necessidades emocionais variam de pessoa para pessoa. Algumas pessoas podem valorizar o pertencimento ao invés do amor, ou a confiança ao invés do desejo, por exemplo.   Embora você possa priorizar certas coisas, como atenção e conexão, seu parceiro pode dar mais importância à privacidade e independência.   Isso não significa que seu relacionamento está condenado, mas você pode precisar colocar algum esforço extra para comunicar as necessidades e discutir maneiras de se encontrar no meio.

Ninguém precisa atender às suas necessidades

As necessidades emocionais desempenham um papel importante na satisfação do relacionamento. Se elas estiverem planas, você pode se sentir satisfeita, animada ou alegre. Quando elas não são atendidas, por outro lado, você pode se sentir frustrada, magoada ou confusa.   Dito isso, seu parceiro não tem a responsabilidade de atender a todas as suas necessidades.   Algumas necessidades, como confiança e comunicação, afetam o sucesso do relacionamento. Sem confiança e abertura, os relacionamentos normalmente não funcionam a longo prazo.   Mas ele não pode atender a todas as necessidades o tempo todo, e você não deve esperar que o faça. Mesmo em um relacionamento romântico, é essencial explorar outros caminhos para obter as necessidades atendidas, seja por você mesma ou por meio de relacionamentos significativos com outras pessoas.

O resultado final

Como você deve ter notado, atender às necessidades geralmente envolve alguma solução colaborativa de problemas. E de que depende a colaboração? Boa comunicação.   Discutir suas necessidades com seu parceiro é normalmente o melhor lugar para começar. Se você não consegue se comunicar, provavelmente não consegue explorar a satisfação das necessidades juntos.   Está com dificuldade para começar? A terapia pode oferecer um espaço seguro e sem julgamento para começar a falar sobre suas preocupações.
VOLTAR PARA O BLOG

Inscreva-se

Deixe seu e-mail e receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre saúde mental





Me comprometo a não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.