O desejo de adiar tarefas assustadoras pode ser difícil de superar. Neste artigo, veja algumas maneiras fáceis de estimular a produtividade e interromper a procrastinação.

Aquele projeto de trabalho assustador, uma reforma em sua casa que estava esperando para acontecer, uma conversa realmente difícil com alguém. Todo mundo tem coisas que adia até o último minuto. A boa notícia é: a procrastinação é normal. Uma notícia melhor ainda é: existem maneiras de mudar esse hábito e parar de procrastinar para sempre.   Neste vídeo de 13 minutos, Tim Ferriss, do Big Think compartilha, 11 abordagens que considerou úteis para superar a procrastinação. Traduzi a lista e trouxe para você.

11 maneiras de parar de procrastinar para sempre

1. Concentre-se na felicidade de longo prazo

Dan Ariely, professor de Psicologia e Economia Comportamental da Duke University, diz que geralmente optamos por fazer coisas que proporcionam felicidade momentânea antes de trabalhar em uma meta de longo prazo – uma meta difícil ou complexa de alcançar. Quando mudamos nosso foco para essas conquistas de longo prazo, podemos iniciar o processo significativo de trabalhar em direção a elas.   É como correr uma maratona, diz Ariely. Enquanto está correndo, você pode sentir dor e parecer infeliz, mas quando terminar, poderá colher os benefícios de se sentir realizado e bem-sucedido.

2. Dê a si mesmo mini atribuições

Quando um músico está travado em escrever letras ou produzir uma melodia, o produtor musical Rick Rubin pede que eles criem uma linha no dia seguinte, diz Ferriss.   Tarefas pequenas podem parecer mais administráveis ​​do que uma tarefa árdua, como escrever um hit inteiro em um dia. Ferriss diz que, quando colocamos muita pressão sobre nós mesmos para produzir, ficamos com uma espécie de ansiedade de desempenho. Se pudermos nos concentrar em tarefas pequenas e realizáveis, teremos maior probabilidade de evitar a procrastinação.

3. Diferencie inspiração e motivação

A instrutora de fitness Jillian Michaels sugere que o desejo de completar algo deve vir de dentro. É aí que entra a motivação. A motivação é o “porquê” que vem de você. É o significado por trás do seu trabalho que o ajudará a permanecer no caminho. A inspiração, por outro lado, é uma fonte externa ou catalisador para a mudança, diz Michaels. A inspiração geralmente aparece na forma de uma pessoa ou coisa que você admira e pode impulsionar seus esforços, mas não vai sustentar seu progresso em um projeto.   A motivação é o “porquê” que vem de você. É o significado por trás do seu trabalho que o ajudará a permanecer no curso.

4. Experimente a técnica Pomodoro

A chave para a produtividade pode ser sprints de total concentração e esforço, intercalados com momentos gratificantes de relaxamento. Barbara Oakley, professora de Engenharia da Oakland University, sugere desligar todas as distrações (incluindo mensagens e e-mails em seu computador), definir um cronômetro para 25 minutos e se concentrar o mais intensamente possível na tarefa à sua frente. No final do cronômetro, dê a si mesmo uma recompensa pelo seu trabalho – uma pausa. Em seguida, repita o ciclo novamente.

5. Separe um tempo para a procrastinação

Às vezes, nenhum sucesso relacionado ao trabalho se compara à sensação agridoce de procrastinar. Se você já tentou de tudo, não lute contra o sentimento. Em vez disso, inclua horários definidos em sua programação para procrastinar. Se isso significa dar a si mesmo cinco minutos para percorrer seus feeds de mídia social, o autor Charles Duhigg diz, você tem que se dar esse tempo. “Se você se permitir cinco minutos a cada hora, ele não explodirá em 45 minutos porque você está tentando suprimi-lo.” Duhigg diz.

6. Reconheça quando você cai em padrões de procrastinação estruturada

A procrastinação estruturada é dar a si mesmo a sensação de que você está progredindo sem realmente fazer nenhum progresso, diz Ariely. Isso pode ser, por exemplo, entrar em uma caixa de entrada de e-mail cheia quando você tem uma tarefa mais importante para trabalhar. Limpar sua caixa de entrada dá a você uma sensação momentânea de realização, quando na realidade você apenas adiou uma tarefa maior.

7. Definir períodos fixos de tempo para tarefas importantes

É muito fácil passar um dia inteiro respondendo a e-mails ou realizando tarefas servis que duram horas, diz Ariely. Mas é crucial ter certeza de que estabelecemos um tempo para nós mesmos para trabalharmos em direção às metas que nos darão uma sensação de realização em um mês, seis meses e um ano. Ariely faz isso escrevendo. Ele reserva uma certa quantidade de tempo todos os dias para escrever. Nem todas as suas sessões são úteis, mas ao escrever de forma consistente, ele diz que pode acompanhar seu progresso por períodos mais longos.

8. Mantenha-se responsável

Podemos nos responsabilizar por poderosos impulsionadores de desempenho, como ter nossas realizações reconhecidas, aversão a decepcionar alguém ou até mesmo uma competição amigável.   É mais provável que entreguemos quando há alguém esperando que lhes dê algo, diz Ferriss. É por isso que pode ser útil definir incentivos ou consequências para metas atingidas ou não. Estes podem incluem check-ins com um amigo ou até apostas monetárias.

9. Mantenha a distração longe

Duhigg nos incentiva a começar nossos dias imaginando como será o dia. Se você se desloca diariamente de manhã, use esse tempo para repassar a série de eventos que planeja para si mesmo. Fazendo isso, podemos priorizar mais facilmente. Por exemplo, se seu chefe fizer uma pergunta para a qual você não estava preparado, é menos provável que você largue tudo e encontre a resposta se já tiver uma lista definida de tarefas. Você pode reconhecer que a pergunta não foi antecipada e que você precisará agendar um tempo para respondê-la adequadamente.

10. Reflita sobre as causas básicas da procrastinação

As causas mais fáceis de procrastinação para identificar são distrações físicas em seu espaço de trabalho. Tente remover essas distrações de seu ambiente. Saiba que você não será capaz de sufocar todas as distrações (como a internet, por exemplo), então comece aos poucos. Michaels também nos incentiva a procurar ajuda externa quando necessário – seja por meio de sua própria pesquisa, aconselhamento profissional ou terapia.

11. Marque uma reunião com você mesmo

Ao tentar escrever um roteiro, o comediante Mike Birbiglia descobriu que quando ele tinha uma reunião permanente com alguém, ele nunca se atrasava. Na verdade, ele chegava cedo. Mas quando ele estabelecia prazos para si mesmo, ele os ultrapassava sem pensar duas vezes. Então, ele começou a agendar reuniões consigo mesmo, diz Ferriss. Este método funcionou para ele. Com data, hora e local definidos para se preparar, Birbiglia foi capaz de se manter no caminho certo.     Essas são apenas algumas maneiras que podem nos ajudar a combater a procrastinação. Como você lida com a necessidade de adiar as coisas? Comente aí embaixo!   Entre em contato e agende sua sessão
VOLTAR PARA O BLOG

Inscreva-se

Deixe seu e-mail e receba conteúdos EXCLUSIVOS sobre saúde mental

 





Me comprometo a não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.